• topo branco marmore

A Organização Nova Acrópole Lago Norte - NA tem sua sede no Centro de Atividades do Lago Norte e se avizinha com as Regiões Administrativas (RAs) do Varjão, Paranoá e Itapoã, comunidades que apresentam preocupantes índices socioeconômicos que lhes caracterizam como regiões com população de baixo poder aquisitivo, com precários recursos públicos, violência entre adolescentes e população adulta e, ainda, com grande número de famílias em ocupações irregulares.


A Nova Acrópole vem assumindo e consolidando diversos compromissos dentro do âmbito de atuação da Assistência Social em consonância com as suas atribuições estatutárias e frente aos seus parceiros institucionais e às populações que assiste. Os principais programas socioassistenciais são:

  • Programa Criança para o Bem
  • Bazar nas comunidades assistidas
  • Palestras e cursos de interesse da comunidade
  • Atendimento nas áreas clínica médica, psicologia, nutrição, pediatria e acupuntura
  • Distribuição de cestas básicas

Comunidades assistidas

O Anuário Estatístico 2016, publicada pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal – Codeplan, mostra que as RAs do Paranoá, Varjão e Itapoã, atendidas pela Assistência Social da Nova Acrópole, têm a população de 115.219 habitantes e 25% destes são crianças e jovens entre 0 e 14 anos, público alvo dos serviços prestados. Estas RAs tem um total de 40 escolas públicas e particulares que atendem as áreas urbanas e rurais. As escolas têm um total de 17.549 vagas no ensino fundamental para atender crianças e adultos. Esses números demonstram a insuficiência de sala de aulas, que obrigam essa população a buscar escolas em outras RAs. Nessas regiões, existe uma carência gritante de ofertas de atividades culturais ou esportivas complementares e de instalações que possam promover atividades de desenvolvimento cultural ou social. Exemplificando, existe apenas uma única biblioteca pública para atender essas RA e apenas 20 escolas possuem biblioteca.

RAS População % da idade 0-14 anos Nº de escolas
(todas as séries)
Matrículas no ensino fundamental
Paranoá 46.233 22% 35 14.095
Varjão 9.292 25% 2 656
Itapoã 59.694 28% 3 2.798
Total 115.219   40 17.549

 

Os dados da Codeplan mostram que a renda per capita dessas RAs é inferior a um salário mínimo mensal. Com essa renda, a maioria absoluta das famílias não tem recurso para pagar uma instituição privada para que as crianças e os jovens possam realizar atividades extracurriculares.

 Regiões Administrativas  Renda domiciliar média mensal Renda per capta média mensal
 Valores absolutos
(R$1,00)
 Valores em salários mínimos Valores Absolutos
(R$1,00)
Valores em salários mínimos
 Distrito Federal  5.192,38  6,59  1.652,97 2,10
 Paranoá  2.769,59  3,51  756,88 0,96
Varjão  2.269,49  2,88  627,81 0,80
Itapoã  2.551,29  3,24  702,38 0,89

 

Ao analisar a distribuição da renda domiciliar bruta mensal, segundo as classes de renda, com base em múltiplos de salários mínimos, verifica-se que mais de 44% dos domicílios tem a renda abaixo de 2 salários mínimos. Comparando os dados das Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD's) 2013 e 2015, com relação à condição econômica, a renda real domiciliar e a per capita mostraram decréscimo significativo em 2015 em relação a 2013. O Coeficiente de Gini em 2015, demonstra a desigualdade de renda, também demonstra um aumento significativo da desigualdade em relação a 2013.


O relatório da PDAD de 2016 revelou que mais de 70% da população destas RAs não tem espaço cultural perto da sua casa e não frequentam atividades extracurriculares. O PDAD 2015 revelou que a população não frequenta museu ou teatro e que 80% dela nunca sequer foi a uma sala de cinema. As atividades culturais e esportivas extracurriculares desenvolvem a socialização, aumentam a autoestima, formam uma consciência ética, enaltecem a virtude e enriquecem a vida acadêmica e profissional das pessoas. O que se observa nessas RA é que as crianças e os jovens estão sendo cerceados de seus direitos de pleno desenvolvimento, comprometendo seu futuro e permitindo que se desviem para o mau caminho das drogas e criminalidade. Nesse cenário, o Programa Criança para o Bem é uma iniciativa que propõe atender algumas dessas crianças e jovens carentes, não apenas para propiciar atividades recreativas para ocupar seus tempos ociosos, mas também para oferecer conhecimentos filosóficos e científicos, desenvolver competências psicomotoras por meio de esportes e dança, aprender e praticar atividades artísticas visuais e musicais.

 

Diante do cenário social acima descrito, a Organização Nova Acrópole Lago Norte pretende direcionar seu trabalho ao longo do presente ano em ações que possam minimizar a situação de risco pessoal e social de parcela de crianças, adolescentes e respectivas famílias da comunidade do Varjão, Paranoá e Itapoã. A política de assistência social da NA busca amparar esse público alvo com recursos pessoais, materiais e morais, que possam contribuir para enfrentar, resistir e superar as adversidades.

Anuário Nacional 2017

Confira as atividades da Nova Acrópole no Brasil!

Anuario-BRASIL-2017-mini

Anuário Internacional 2016

As atividades de Nova Acrópole no mundo, confira!

Anuario-OINA-2016-mini

Livraria Virtual

     

      Livraria Virtual Giordano Bruno

 Livros, revistas, ... confira nossas promoções!